BEM-VINDO AO BLOG DE ELIANA BELO
Arquivo virtual de História, Memória e Patrimônio de Indaiatuba (SP) e região.*

Este blog só é viável com o auxílio de vários colaboradores; seja um também, divulgando seu (s) texto (s) ou imagem (ns).

CITE A FONTE ao fazer uso de textos ou imagens publicados neste blog; grande parte do material foi cedido generosamente por colaboradores.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Histórico da Biblioteca Pública de Indaiatuba

Na década de 1940 foi criada em Indaiatuba em caráter particular, por Antonio Modanezi, uma Biblioteca com um acervo estimado em 1.300 volumes, que passou a atender a população, na Rua Candelária, 771. 
Em 1964, através da lei nº. 825, de 25 de março do mesmo ano, o acervo foi doado para a Prefeitura Municipal, funcionando na Rua 15 de Novembro, esquina com a Rua Cerqueira César, onde se localizava o Paço Municipal de Indaiatuba. Nesse momento passou a ser organizada pelo então estudante de Direito Fernando Stein.
Na década de 1970, a Biblioteca deixou a sede do Paço Municipal, mudando de endereço várias vezes. Funcionou em diferentes espaços, como na Rua Siqueira Campos, Rua Cerqueira César e Rua XV de Novembro. 
Em 1992 a Biblioteca foi transferida pela primeira vez para o Casarão Pau Preto, onde permaneceu até 1999, quando se mudou para Rua Nove de Julho. Passou, ainda, pela Praça Dom Pedro II, no prédio da antiga E. E. Prof. Randolfo Moreira Fernandes, em 2001, e pelo Centro Integrado de Apoio à Educação de Indaiatuba, CIAEI, em 2004.
 Em agosto de 2007 retornou ao Casarão Cultural Pau Preto. 
Atualmente, com o prédio do Casarão fechado, a Biblioteca Rui Barbosa está funcionando rua Osvaldo Cruz, 1015, Vila Nova. 
Leia mais sobre eventos na Biblioteca na fonte:http://www.indaiatuba.sp.gov.br/comunicacao/imprensa/noticias/19857/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS - Última semana

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

.

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação
Ave silvestre foi domesticada e atualmente voa livremente pela cidade, pousando em logradouros públicos, tornando-se conhecida e querida pelos indaiatubanos. Ajude a preservar!

SEGUIDORES

Quantas pessoas precisam receber um órgão doado?

VISITANTES NO ÚLTIMO ANO