BEM-VINDO AO BLOG DE ELIANA BELO
Arquivo virtual de História, Memória e Patrimônio de Indaiatuba (SP) e região.*

Este blog só é viável com o auxílio de vários colaboradores; seja um também, divulgando seu (s) texto (s) ou imagem (ns).

CITE A FONTE ao fazer uso de textos ou imagens publicados neste blog; grande parte do material foi cedido generosamente por colaboradores.

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

A Caminho do Chafariz

Maria Ângela Tanclér Escodro* (in memorian)


Todas com seus carrinhos, a caminho do Chafariz,
Trabalho árduo, porem recompensado,
Mulheres com seus tamancos
Fazendo barulho, com orgulho,
Buscam a pureza da água.

Aproveitam o longo tempo de espera
Colocam a conversa em dia, contam o dia-a-dia,
Falam de suas memórias e de suas histórias
Interagem, refletem e, acima de tudo, vivem.

Vendo o movimento, aprendem com o momento
Tendo um tempo com elas mesmas, livres, esperam sua vez
Olham a brincadeira das meninas
Com a mesma tarefa
Jogam peteca, bolinhas de gude e pedrinhas.

Onde havia água para beber era difícil o espaço percorrer
Subidas rápidas eram necessárias para dar tempo de descansar
E, mas uma vez, conversar
Antes de chegar em suas casas trazendo água cristalina
Purificando, assim, a rotina.


.....oooooOoooooo.....



* A autora escreveu a poesia em 2006, inspirada em fatos narrados e vivenciados pela sua mãe, Dulce Tanclér Escodro, na década de 30, com então 9 anos de idade, e pela madrinha, Theresa Tanclér de Carvalho, com então 15 anos.

A poesia foi originalmente publicada no livro Um Olhar Sobre Indaiatuba, da Coleção Crônicas Indaiatubanas, da Fundação Pró-Memória de Indaiatuba (2006)

.....oooooOooooo.....




Conceito de crime ambiental de acordo lei 9.605, a Lei dos Crimes Ambientais:
I. Crimes contra a Fauna:
(...)
II. Crimes contra a Flora:
(...)
III. Da Poluição e outros crimes ambientais:
(...)
IV. Dos Crimes contra o Ordenamento Urbano e o Patrimônio Cultural
Destruir, inutilizar ou deteriorar: bem especialmente protegido por lei, ato administrativo ou decisão judicial; arquivo, registro, museu, biblioteca, pinacoteca, instalação científica ou similar protegido por lei, ato administrativo ou decisão judicial;

Alterar o aspecto ou estrutura de edificação ou local especialmente protegido por lei, ato administrativo ou decisão judicial, em razão de seu valor paisagístico, ecológico, turístico, artístico, histórico, cultural, religioso, arqueológico, etnográfico ou monumental, sem autorização da autoridade competente ou em desacordo com a concedida;

Promover construção em solo não edificável, ou no seu entorno, assim considerado em razão de seu valor paisagístico, ecológico, artístico, turístico, histórico, cultural, religioso, arqueológico, etnográfico ou monumental;

Pichar ou por outro meio conspurcar edificação ou monumento urbano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS - Última semana

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

.

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação
Ave silvestre foi domesticada e atualmente voa livremente pela cidade, pousando em logradouros públicos, tornando-se conhecida e querida pelos indaiatubanos. Ajude a preservar!

SEGUIDORES