BEM-VINDO AO BLOG DE ELIANA BELO
Arquivo virtual de História, Memória e Patrimônio de Indaiatuba (SP) e região.*

Este blog só é viável com o auxílio de vários colaboradores; seja um também, divulgando seu (s) texto (s) ou imagem (ns).

CITE A FONTE ao fazer uso de textos ou imagens publicados neste blog; grande parte do material foi cedido generosamente por colaboradores.

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Exposição sobre Grêmios Estudantis no Casarão é visitada por Dirigente e Supervisoras de Capivari

Ontem, dia 25 p.p. foi aberta a nova mostra do Casarão Pau Preto “Grêmio Estudantil: Linhas, Cores, Formas, Bordados e Ideias”, organizada pela Diretoria de Ensino da Região de Capivari, a qual as escolas estaduais de Indaiatuba fazem parte.

A mostra foi lançada na manhã de segunda-feira, dia 22 de agosto no Indaiatuba Clube, em evento direcionado para jovens e especialmente alunos gremistas, no qual a  palestra “Mediação e Resolução de Conflitos” foi ministrada pelo secretário de Educação de São Paulo, José Renato Nalini, promovido pela ONG Um Milhão de Amigos com o apoio da Diretoria de Ensino da Região de Capivari.

Todas as 38 escolas circunscritas na DER de Capivari têm grêmio estudandil”, informou a supervisora de ensino Profa. Ivanete Menegon Waldmann, que esteve durante o dia orientando a equipe técnica do Casarão da montagem da mostra.



A Profa. Ivanete trabalha com os grêmios desde 2012 e parte do seu trabalho consiste em acompanhar a produção e, quando necessário, oferecer e prover suporte. “ Os grêmios possuem estatuto, são formados após eleições anuais. “Há escolas onde os grêmios são bastante atuantes, outras escolas isso não é tão perceptível, mas essa diferença faz parte de um processo de crescimento, de amadurecimento dos jovens, das escolas e dos próprios grêmios, pontuou Profa. Ivanete. Ela esclareceu ainda que há uma Comissão de Acompanhamento do Grêmio Estudantil e entre outras funções, esse grupo elabora Orientações Técnicas junto aos representantes dos grêmios.

No ano passado, estudantes da escola pública estadual ficaram semanas nas mídias, em uma atitude que surpreendeu muita gente, inclusive educadores. Reagiram com veemência após o anuncio, por parte do Governo do Estado, que algumas escolas sofreriam modificações a ponto de transferir salas de aula para outras unidades. Um sentimento de pertencimento tomou muitos alunos, que se organizaram e tomaram as escolas, sendo essa ação uma das que fizeram o Governo do Estado recuar e repensar as mudanças até então propostas. Em 2014, o Movimento “Vem para a Rua” foi, em grande parte tomado por jovens que tomaram as ruas de várias cidades, em protesto inicialmente provocado pelo aumento da tarifa de ônibus, reivindicando, entre outros itens, o Passe Livre para estudantes. Ambos os movimentos, de 2014 e 2015 demonstram, na prática, que os estudantes estão, cada vez mais, tomando para si seu papel de sujeitos da história.

A dirigente da DER de Capivari, Profa. Deise Regina de Godoy Bresciani, esteve presente no Casarão, onde informou que nossa DER “já tem compromisso em fortalecer o protagonismo juvenil através do estímulo à agremiação já há algum tempo e essa mostra é uma oportunidade de dar visibilidade a esse importante instrumento de protagonismo juvenil”.

“Mostrar o que os grêmios estão produzindo e pensando é uma forma de fortalecer a democracia, dando voz aos jovens”, completou a Profa. Deise.



O presidente do Conselho Consultivo, Prof. Gentil Gonçales Filho recebeu a dirigente da
 Diretoria de Ensino de Capivari, Profa. Deise Regina de Godoy Bresciani, na imagem junto com a supervisora, Profa. Profa. Ivanete Menegon Waldmann.



O Casarão Pau Preto fica na Rua Pedro Gonçalves, 477 – Jardim Pau Preto – Indaiatuba/SP e a entrada para a mostra é gratuita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS - Última semana

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

.

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação
Ave silvestre foi domesticada e atualmente voa livremente pela cidade, pousando em logradouros públicos, tornando-se conhecida e querida pelos indaiatubanos. Ajude a preservar!

SEGUIDORES