BEM-VINDO AO BLOG DE ELIANA BELO
Arquivo virtual de História, Memória e Patrimônio de Indaiatuba (SP) e região.*

Este blog só é viável com o auxílio de vários colaboradores; seja um também, divulgando seu (s) texto (s) ou imagem (ns).

CITE A FONTE ao fazer uso de textos ou imagens publicados neste blog; grande parte do material foi cedido generosamente por colaboradores.

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

EXPOSIÇÃO: IMIGRANTES JAPONESES NAS FOTOGRAFIAS DE RYOCHI KATAHIRA.



Dia 15 de outubro, sábado às 10h tem início no Museu do Casarão Pau Preto da Fundação Pró-Memória de Indaiatuba, a nova mostra IMIGRANTES JAPONESES NAS FOTOGRAFIAS DE RYOCHI KATAHIRA, com 96 fotografias selecionadas a partir do acervo iconográfico do próprio fotógrafo. 

O conjunto dessas fotografias permite conhecer, sob o olhar de Ryochi, a trajetória de uma família de imigrantes japoneses no Brasil, suas experiências e realizações.

A exposição é resultante das pesquisas realizadas por Anicleide Zequini e Aline Zanatta do Museu Republicano “Convenção de Itu”/MP/USP, e do museólogo Ricardo Nogueira Bogus (Museu Paulista), Thiago Malakowsky (Museu Paulista) a partir do acervo iconográfico do próprio fotógrafo.

A exposição foi aberta no Museu Paulista (Museu do Ipiranga) e Centro de Estudos do Museu Republicano em 2008. Em 2014, foi reaberta no Museu Republicano “Convenção de Itu”/MP/USP.

Ryochi Katahira

Ryochi Katahira nasceu na cidade de Date, província de Hokkaido, Japão, em 05 de janeiro de 1908 e chegou ao Brasil recém casado – acompanhado de sua esposa Hideko no ano de 1934. De posse de uma máquina fotográfica e conhecendo a técnica da fotografia e da revelação, teve oportunidade de registrar imagens de sua terra natal e de seus familiares. Ao longo da viagem fotografou sua passagem pela África, bem como a sua chegada ao porto de Santos.

Graças à sua paixão pela fotografia, ele deixou registrado o cotidiano de seu trabalho no campo em Marília, Porto Feliz e Itu, que incluíram as roças de algodão e de hortaliças, assim como as casas onde morou, seus vizinhos, parentes e amigos.

Em 1950, já residindo em Itu, abandonou a atividade agrícola, mudando-se para a cidade, onde instala seu estúdio fotográfico, passando a dedicar-se exclusivamente à fotografia como profissional até o seu falecimento no ano de 1994.


Museu do Casarão Pau Preto
Local: Rua Pedro Gonçalves, 477 – Jardim Pau Preto – Indaiatuba/SP (Casarão Pau Preto).
Imagem do acervo de Ryochi Katahira
Originalmente publicada pela Revista Regional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS - Última semana

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

.

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação
Ave silvestre foi domesticada e atualmente voa livremente pela cidade, pousando em logradouros públicos, tornando-se conhecida e querida pelos indaiatubanos. Ajude a preservar!

SEGUIDORES