BEM-VINDO AO BLOG DE ELIANA BELO
Arquivo virtual de História, Memória e Patrimônio de Indaiatuba (SP) e região.*

Este blog só é viável com o auxílio de vários colaboradores; seja um também, divulgando seu (s) texto (s) ou imagem (ns).

CITE A FONTE ao fazer uso de textos ou imagens publicados neste blog; grande parte do material foi cedido generosamente por colaboradores.

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Almeida Júnior - Cenas do Cotidiano de Indaiatuba no século XIX

Almeida Júnior é um reconhecido artista brasileiro que nasceu em Itu em 8 de maio de 1850 e faleceu em Piracicaba no dia 13 de dezembro de 1899.


Seu talento como desenhista e pintor o consagra como um dos principais artistas brasileiros cujo tema central da obra é o regionalismo.


Numa época em que o naturalismo era a corrente principal de influência, o ilustre ituano dava destaque a personagens simples e anônimos, retratando com fidelidade a cultura caipira, influenciado certamente pela sua então provinciana Itu.


Segundo Antonio Reginaldo Geiss, Almeida Júnior frequentava a casa de sua bisavó materna aqui em Indaiatuba, tendo sido, inclusive, padrinho de casamento de sua avó.


Nas biografias oficiais do artista consta que pelo menos um de seus quadros foi pintado em nossa cidade: a obra "Amolação Interrompida". Geiss informa que o modelo utilizado como referência foi o indaiatubano Bento Antonio Pires, mais conhecido como BENTO ROQUE.


.
Amolação Interrompida
1894
óleo sobre tela 200 x 140 cm
Acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo/Brasil



Geiss conta que, nas memórias da família, transmitidas de geração para geração, consta que outro quadro do reconhecido artista também foi feito com indaiatubanos em seu cotidiano: a obra "O Violeiro", que teve o casal Galdino Chagas e suas esposa Francisca como modelos.


.O Violeiro
1899
óleo sobre tela 141 x 172 cm
Acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo/Brasil

Não dá uma emoção especial ao olhar para as telas e saber que trata-se de Indaiatuba no século XIX?
.Almeida Júnior morreu vítima de um crime passional, em Piracicaba, no mesmo ano em que pintou " O Violeiro" com 49 anos de idade.

Há mais sobre Almeida Júnior e sua relação com Indaiatuba no livro de Rubens de Campos Penteado " Gente da Nossa Terra, Terra da Nossa Gente". 1999.


Fonte: Revista Regional

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS - Última semana

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

.

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação
Ave silvestre foi domesticada e atualmente voa livremente pela cidade, pousando em logradouros públicos, tornando-se conhecida e querida pelos indaiatubanos. Ajude a preservar!

SEGUIDORES