BEM-VINDO AO BLOG DE ELIANA BELO
Arquivo virtual de História, Memória e Patrimônio de Indaiatuba (SP) e região.*

Este blog só é viável com o auxílio de vários colaboradores; seja um também, divulgando seu (s) texto (s) ou imagem (ns).

CITE A FONTE ao fazer uso de textos ou imagens publicados neste blog; grande parte do material foi cedido generosamente por colaboradores.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

História da Paróquia de Santa Rita de Cássia

texto do padre Xico
originalmente publicado na coluna "Ekos do Santuário" do Jornal Tribuna de Indaiá


Ekoando

A partir de hoje queremos recuperar um pouco da história da Paróquia de Santa Rita de Cássia, que coincide um pouco com a história do bairro Cidade Nova.

Em 1957, padre Carlos Menegazzi benzia a primeira pedra de uma futura capela de Santa Rita a ser construída no novo bairro, num terreno adquirido pelas associadas das oficinas de caridade Santa Rita, da Paróquia Nossa Senhora da Candelária.

Iniciando

Em 22 de maio de 1964, d. Paulo de Tarso Campos, arcebispo de Campinas, tomando conhecimento da existência desse terreno, decide criar a primeira paróquia dedicada a Santa Rita na Arquediocese de Campinas, juntamente com a Santa Rita de Campinas, cuja igreja já estava praticamente pronta no bairro Nova Campinas.

Xicos

No mesmo dia foram nomeados os párocos das novas paróquias: o padre Chiquinho, da Nova Campinas e o recém ordenado sacerdote, padre Xico, agora de Indaiatuba. Os dois Xicos começaram os seus ministérios. Padre Chiquinho de Campinas, infelizmente já partiu para a casa do Pai. A Paróquia Santa Rita de Indaiatuba deve muito à generosidade do coração do padre Chiquinho de Campinas.

Padre Xico
(crédito da imagem: Jornal Tribuna de Indaiá)


Celebração

A notícia da criação da nova paróquia foi proclamada por d. Bernardo Bueno Miele, então bispo auxiliar de Campinas, em visita a pastoral na Paróquia da Candelária. Na noite do dia 22 de maio, num rancho improvisado, foi celebrada a primeira missa da paróquia. A notícia de uma segunda paróquia em Indaiatuba foi motivo de muita alegria.




Primeira missa da paróquia de Santa Rita em 22 de maio de 1964
(crédito da imagem: Fundação Pró-Memória de Indaiatuba)


Posse


Recebida a nomeação, padre Xico tomou posse de uma paróquia sem igreja, sem casa e sem nenhuma estrutura. Somente esperança e um povo cheio de boa vontade. Numa missa celebrada num domingo, dia 7 de junho as 8:30 de uma fria manhã, foi lido pelo pároco da Candelária, padre Claret, o documento de nomeação, assinado por d. Paulo, e depois confirmado por mais duas assinaturas: Silvano Amstalden e Juca Ambiel.

Personagens

Entre as muitas pessoas que se apresentam para diversos serviços que se fizeram necessários, uma pessoa muito humilde, prestativa e dedicada encarregou-se da preparação do terreno para começar a abertura do alicerce. José Ambiel, nosso "Homem do Tempo", sempre com seu cigarro de palha, atuando como responsável pelo terreno e como guarda-costas do padre. Que saudade deste saudoso amigo.

Casal 20


Silvano e Marta Amstalden foi o casal 20 da paróquia iniciante. Repartiram o amor e a dedicação da família com a nova paróquia. Deram a vida para que a nova Paróquia pudesse chegar ao patamar que ela hoje se encontra.Valeram a pena os sacrifícios, as renúncias e a dedicação.Valeu. Grandes amigos.

2 comentários:

  1. Como sempre, muito bom, cuidadoso, carinhoso. Abraços, Fred.

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde .Adorei seu blog e ainda mais este post!Faz pouco tempo que me mudei para Indaiatuba,estava sentindo muita falta de ir à igreja.Na minha cidade(Itapetininga)frequentava grupo de oração e estou procurando um aqui para poder ir.Você sabe que dia que tem grupo de oração na Paróquia Santa Rita de Cassia ?Muito Obrigada e Parabéns pelo Blog ! Fabíola

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS - Última semana

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

.

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação
Ave silvestre foi domesticada e atualmente voa livremente pela cidade, pousando em logradouros públicos, tornando-se conhecida e querida pelos indaiatubanos. Ajude a preservar!

SEGUIDORES