BEM-VINDO AO BLOG DE ELIANA BELO
Arquivo virtual de História, Memória e Patrimônio de Indaiatuba (SP) e região.*

Este blog só é viável com o auxílio de vários colaboradores; seja um também, divulgando seu (s) texto (s) ou imagem (ns).

CITE A FONTE ao fazer uso de textos ou imagens publicados neste blog; grande parte do material foi cedido generosamente por colaboradores.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Desaforos

autor: Acrísio de Camargo - autor da letra do "Hynno Indaiatubano"


Rânque a faca seu porquêra
Ocê pra mim num é home
Ja têim feição de cavera
Cara de morto de fóme.

Cabeça de sucuri,
nariz de porco do matto.
A gente oiâno um quati
parece ve seu retráto

Péste ruim, sogeito atôa,
marcriado, sêm vergonha,
Apanhô inté de alemõa

Meta a cára num buráco
e suma de nossa vista.
Bôca de avô de macaco.
Testa de gallo sêm crista.

Tua mãe é separada,
teu pai largô e foi simbóra...
E a minha foi sempre honrada
proque é sortêra inté agora!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS - Última semana

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

.

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação
Ave silvestre foi domesticada e atualmente voa livremente pela cidade, pousando em logradouros públicos, tornando-se conhecida e querida pelos indaiatubanos. Ajude a preservar!

SEGUIDORES

Quantas pessoas precisam receber um órgão doado?

VISITANTES NO ÚLTIMO ANO