BEM-VINDO AO BLOG DE ELIANA BELO
Arquivo virtual de História, Memória e Patrimônio de Indaiatuba (SP) e região.*

Este blog só é viável com o auxílio de vários colaboradores; seja um também, divulgando seu (s) texto (s) ou imagem (ns).

CITE A FONTE ao fazer uso de textos ou imagens publicados neste blog; grande parte do material foi cedido generosamente por colaboradores.

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Homenagem ao Padre Antônio Jannoni

Fragmentos de texto  publicado no Jornal Votura em 10 de outubro de 1990


O padre Antônio Jannoni nascido em 1914, ordenou-se no dia 15 de agosto de 1939. 

Foi seminarista em Valinhos, exerceu trabahos em Cordeirópolis e em 1945 veio para Indaiatuba, onde residiu com as irmãs, Lúcia e Anita Jannoni, durante 10 anos.

Quando chegou a nossa cidade, com apenas 31 anos, trouxe novamente o povo para a Igreja, que se encontrava desarticulado devido à doença e posterior morte do Pe. Rizzo, que já não tinha mais condições de realizar grandes trabalhos.

Assim testemunhou Dona Joana Capovila Tanclér: _ Conheci o Pe. Antônio em Valinhos, quando era seminarista. Ele costumava amoçar com a minha família e gostava de festas, era muito divertido.




Dona Elvira Fiori Zoppi fazia parte do cora da Igreja Matriz na época do Pe. e participava das suas missas, que eram realizadas todos os dias as seis horas da manhã. Segundo Dona Elvira: _ O Pe. Antônio era muito alegre, gostava de dançar, tomar uma cerveja e era muito animado. Ele costumava amoçar em casa, era muito trabalhador e realizava grandes festas e quermesses. Juntamente com o meu marido e com o Hélio Milani foi diretor do Esporte Clube Primavera, pois gostava muito de futebol. Além disso, promovia procissões que eram muito concorridas e começou a frequentar as romarias, onde ia à cavalo, colocando ordem nas folias que aconteciam durante a caminhada. Tudo com ele era bonito. Era muito querido por todos e foi uma pessoa especial para nossa cidade.Participava de tudo, resolvia os problemas das pessoas e a nossa igreja tinha mais vida.





Para a Profa. Maria Nazareth Pimentel , _ O Pe. Antônio foi um lider, deixando marcos. Quando aqui chegou, reformulou a Igreja com seu trabalho e entusiasmo. Era amigo de todos, descontraído e sempre ajudava as pessoas.

Uma senhora que trabalhou muito com o Pe. Jannoni foi a Profa. Yolanda Steffen , que diz: _ Ele costumava cumprimentar até os postes. Era muito popular, andava nas ruas acenando para todos. Ema vez, o Bispo D. Paulo de Tarso Campos fez uma crítica ao Pe. Antônio. Ele disse: ... padre, você pintou a igreja de azul claro, e azul é uma cor para coisas pequenas... O Pe. Antônio respondeu: Vossa Excelência me desculpe, mas Deus pintou o céu infinito de azul e isso não é uma coisa pequena...

Nos seus últimos dias, Pe. Antônio estava morando em Piracicaba, num asilo que pode ser considerado uma cidade geriátrica. Segundo a Profa. Maria Nazareth, ele estava como capelão do asilo, morava com sua irmã Lúcia e estava diabético. 

Ele faleceu em 08 de setembro de 1990, com 76 anos de idade.

A esse grande líder da Igreja Católica, presta-se uma singela homenagem à sua memória: 

Viva a Padroeira!


Viva ... e Viva o Primavera!

Esses vivas ficaram na memória de cada indaiatubano presente ao final de uma procissão e mossa em homenagem à nossa Padroeira na época do Padre Antônio Jannoni.


.....oooooOoooo....


Você tem informações que possam complementar esse post?

Você tem imagens que possam complementar essa publicação?

COMPARTILHE!

Escreva para blogdeindaia@terra.com.br


Esse blog é independente e não tem fins lucrativos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS - Última semana

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

.

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação
Ave silvestre foi domesticada e atualmente voa livremente pela cidade, pousando em logradouros públicos, tornando-se conhecida e querida pelos indaiatubanos. Ajude a preservar!

SEGUIDORES