BEM-VINDO AO BLOG DE ELIANA BELO
Arquivo virtual de História, Memória e Patrimônio de Indaiatuba (SP) e região.*

Este blog só é viável com o auxílio de vários colaboradores; seja um também, divulgando seu (s) texto (s) ou imagem (ns).

CITE A FONTE ao fazer uso de textos ou imagens publicados neste blog; grande parte do material foi cedido generosamente por colaboradores.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Pedro Rossignatti - Pedro Relojoeiro

Pedro Rossignatti 

Pedro Relojoeiro

De Archimedes Prandini


Já era velho mais ainda lutava,
Veio para Indaiatuba ainda menino
Com amor e denodo, sem esmorecer.
Pois seu coração, se precisasse doava
Ganhava a vida como relojoeiro
Para não deixar um pobre perecer!
E trabalhava com técnica e inteligência

Exemplar e digno chefe de família
Seus filhos seus passos seguiram
Aqui viveu quase tida sua existência
Morreu contente, pois cumpriu seu dever
E sua falta muitos sentiram

Parece que ainda o vejo em sua bicicleta,
Aqui e ali, pedindo, quase implorando.
pois para nada faltar a seus pobres
Ele já velho e cansado ia lutando!

Sim, muitos ainda se lembram dele, 
Amava muito aqueles pobrezinhos.
Enfrentava luta árdua, pesada,
Para nada faltar aos seus velhinhos!

E quem era ele? Pedro Rossignatti.
Que pelo asilo de velhos labutou.
E tenho  certeza que no céu está,
Recebendo a paga da luta que enfrentou!

Sim, e está junto com os velhinhos,
Com aqueles que tanto protegeu.
Pois seguiu sempre o bom caminho.
E sua fé em Deus jamais esmoreceu!

Nos últimos anos de sua vida
Com um membro da família
Foi residir em São Paulo - Capita.
Mas fez um pedido para os filhos...

Que quando chegasse a faltar,
Desejaria que o trouxessem,
Pois desejava retornar,
Ser sepultado no seu cemitério
E junto com os seus ficar!

E um dia, longe de Indaiatuba,
Entregou sua grande alma a Deus,
Seus filhos atenderam seu pedido
E ele voltou junto aos seus!





Mapa da Rua Pedro Rossignatti
no Conjunto Habitacional João Pioli - Indaiatuba - São Paulo



Relógio

Mário Quintana


O mais feroz dos animais domésticos
é o relógio de parede:
conheço um que já devorou
três gerações da minha família.






O Relógio

João Cabral de Melo Neto

Ao redor da vida do homem
há certas caixas de vidro,
dentro das quais, como em jaula,
se ouve palpitar um bicho.

Se são jaulas não é certo;
mais perto estão das gaiolas
ao menos, pelo tamanho
e quadradiço de forma.

Umas vezes, tais gaiolas
vão penduradas nos muros;
outras vezes, mais privadas,
vão num bolso, num dos pulsos.

Mas onde esteja: a gaiola
será de pássaro ou pássara:
é alada a palpitação,
a saltação que ela guarda;

e de pássaro cantor,
não pássaro de plumagem:
pois delas se emite um canto
de uma tal continuidade.









Se você possui fotos ou informações de Pedro Rossignatti, o Pedro Relojoeiro para compartilhar, escreva para elianabelo@terra.com.br.

Este blog é independente e não tem fins lucrativos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS - Última semana

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

.

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação
Ave silvestre foi domesticada e atualmente voa livremente pela cidade, pousando em logradouros públicos, tornando-se conhecida e querida pelos indaiatubanos. Ajude a preservar!

SEGUIDORES