BEM-VINDO AO BLOG DE ELIANA BELO
Arquivo virtual de História, Memória e Patrimônio de Indaiatuba (SP) e região.*

Este blog só é viável com o auxílio de vários colaboradores; seja um também, divulgando seu (s) texto (s) ou imagem (ns).

CITE A FONTE ao fazer uso de textos ou imagens publicados neste blog; grande parte do material foi cedido generosamente por colaboradores.

sábado, 6 de junho de 2015

65º. Aniversário da Escola Dom José - Segunda-feira, 08 de junho de 2015


Eliana Belo Silva
Originalmente publicado na coluna IDENTIDADE INDAIATUBANA
Jornal Exemplo de  sexta-feira, 05.06.2015



65º. Aniversário da Escola Dom José

Na próxima segunda-feira, dia 8 de junho de 2015, a Escola Estadual “Dom José de Camargo Barros” completará 65 anos. A comemoração será feita às 8 horas da manhã, na Praça Leonor de Barros Camargo (no Largo da Matriz Nossa Senhora da Candelária), no monumento em homenagem ao ilustre indaiatubano e patrono da escola, o Bispo Dom José. Alunos, professores e integrantes do Conselho Consultivo da Fundação Pró-Memória de Indaiatuba levarão flores para serem colocadas no monumento, que fica no centro do Largo. 
Toda a população interessada em participar dessa homenagem à Escola e seu patrono também está convidada para participar do evento.



Homenagem feita em 2011
Crédito da imagem: Professor Gentil Gonçales Filho.




Quem foi Dom José de Camargo Barros?

Dom José de Camargo Barros nasceu na freguesia de Indaiatuba, então comarca de Itu no dia 06 de setembro de 1859, filho do casal João Baptista de Camargo Barros e Gertrudes da Anunciação Camargo Barros. Frequentou o Colégio São Luiz dos jesuítas, de Itu e em 11 de março de 1883 após frequentar o Seminário de São Paulo, foi ordenado sacerdote. Serviu como Vigário de Santa Efigênia, onde era o querido “Padre José Camargo”. Foi eleito Bispo de Curitiba a 16 de janeiro de 1894 e no mesmo ano, no dia 24 de junho, viajou para Roma para receber a sagração episcopal. Era de família indaiatubana muito modesta e, para fazer essa viagem, recorreu a empréstimos com juros altos, o que custou a venda da casa de sua família em nossa cidade.
Entre seus muitos feitos estão: como literato e jornalista fundou o semanário “O Lidador”, o “Boletim Eclesiástico”, o “Mensageiro de Santo Antônio”, “O Cruzeiro do Sul”, “A Sineta de Deus”, o “Diário de São Paulo” e “A Estrela”; foi professor no Seminário onde ocupou o cargo de Mestre de Disciplina; estimulou a criação do Partido Católico, demonstrando liderança; e como religioso, era reconhecido como grande orador sacro, tendo sempre suas  homilias repercussão por onde passava, criou a Confederação das Associações Católicas, remodelou o Seminário Maior, em preparação à Faculdade que foi pleitear em Roma, na qual seria sua última viagem.







A morte trágica do patrono da Escola


No dia 04 de agosto de 1906, ao regressar de Roma, o Bispo Dom José faleceu no naufrágio do vapor “Sírio”, com apenas 48 anos de idade. Jornais da época registram que o vapor estava em uma velocidade maior do que a recomendada quando colidiu, encalhou e naufragou em seguida. Os sobreviventes contam que ele deu a absolvição à toda a tripulação antes de desaparecer, sucumbindo nas frias águas do Oceano Atlântico, no litoral da Espanha. Seu corpo não foi encontrado. A notícia da morte de Dom José chegou ao Brasil no dia seguinte e logo causou grande choque.



Patrimônio Histórico Tombado

O busto do patrono da Escola Estadual Dom José de Camargo Barros é um patrimônio histórico tombado em nossa cidade, ou seja, deve ser preservado; não deve ser destruído ou descaracterizado.

Nosso “Dom José”

Conhecida popular e carinhosamente como “Dom José”, a Escola Estadual “Dom José de Camargo Barros” pertence à Diretoria de Ensino de Capivari. Foi criada pelo governador Adhemar de Barros em 02 de janeiro de 1950 com o nome de Ginásio Estadual de Indaiatuba e foi fundado em 08 de junho do mesmo ano com 60 alunos e 15 professores. A atual denominação em homenagem ao ilustre indaiatubano Bispo Dom José foi dada em 5 de setembro pelo governador Jânio Quadros.

A escola influenciou e influencia a formação de indaiatubanos e está na memória de muitos de nós, como sendo cenário de gratas e preciosas lembranças da infância e adolescência.

.....oooooOooooo.....


Imagens cedidas pelo Professor Gentil Gonçales Filho
08 de junho de 2015















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS - Última semana

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

.

VISITANTES NO ÚLTIMO ANO

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação
Ave silvestre foi domesticada e atualmente voa livremente pela cidade, pousando em logradouros públicos, tornando-se conhecida e querida pelos indaiatubanos. Ajude a preservar!

SEGUIDORES