BEM-VINDO AO BLOG DE ELIANA BELO
Arquivo virtual de História, Memória e Patrimônio de Indaiatuba (SP) e região.*

Este blog só é viável com o auxílio de vários colaboradores; seja um também, divulgando seu (s) texto (s) ou imagem (ns).

CITE A FONTE ao fazer uso de textos ou imagens publicados neste blog; grande parte do material foi cedido generosamente por colaboradores.

terça-feira, 16 de junho de 2015

Hospital Augusto de Oliveira Camargo - 82 anos

Neste mês o Hospital Augusto de Oliveira Camargo Completa 82 anos. 

Foi fundado em 27 de junho de 1933, quando Indaiatuba tinha entre 3 à 5 mil habitantes com 150 leitos. No dia da inauguração, tinha 1 (um) paciente internado.

(Para você ter uma ideia, em 2010 a população de Indaiatuba era de 201.619 mil habitantes e agora, 5 anos depois, em 2015, o IBGE presume que tenhamos 226.602 mil, ou seja: nos últimos 5 anos a população de Indaiatuba cresceu 25 mil habitantes)

Todo o HAOC foi construído com dinheiro doado pelo casal Augusto de Oliveira Camargo e sua esposa Leonor de Paula Leite Barros.

Veja a publicação do jornal " Correio Paulistano" de 22 de março de 1935 sobre o HAOC:



O casal benemérito Augusto e Leonor contribui também para a construção do leprosário Santo Angelo, como pode ser confirmado no fragmento da notícia abaixo, publicada no Correio Paulistano de  4 de maio de 1928:


E também citado no jornal DIÁRIO NACIONAL, publicado no dia 02 de maio de 1928:



As ações do casal benemérito eram caracterizadas também por ações consideradas "menores",
 daquelas que todos nós podemos fazer, como a abaixo, 
publicada  no Correio Paulistano de 18 de setembro de 1935.

BASTA TER ATITUDE.



Crédito: jornais Correio Paulistano e Diário Nacional da hemeroteca da Biblioteca Nacional


FIM
.............................................................................................................................




Hospital foi inaugurado no dia 27 de junho de 1933


(crédito de imagens e texto: Heloisa Pignatelli Santaliestra
 assessoria de imprensa do HAOC)

O Hospital Augusto de Oliveira Camargo (HAOC) comemora amanhã, dia 27 de junho, 82 anos de inauguração. O HAOC começou a ser construído em 10 de outubro de 1928, por iniciativa do casal Augusto de Oliveira Camargo e Leonor de Barros Camargo, e foi inaugurado em 27 de junho de 1933, data em que Augusto completava 82 anos de idade.
Para relembrar um pouco da história do hospital, na última quinta-feira, dia 25, os funcionários assistiram à palestra “Ações e Atitudes na Construção da História e Cotidiano do HAOC”, ministrada pela historiadora Eliana Belo. Entre as personalidades de destaque envolvidas com o HAOC, a historiadora relembrou a participação do primeiro enfermeiro, Sebastião Pereira da Silva, que por 50 anos trabalhou no HAOC, e o médico Dr. Jácomo Nazário, que embora não tenha sido efetivamente o primeiro médico do hospital, é considerado por muitos como se fosse, pois trabalhou no HAOC logo após a inauguração, quando fez sua residência médica, e permaneceu por muitos anos.
E não poderiam faltar detalhes sobre o casal benemérito do hospital, Augusto de Oliveira Camargo e Leonor de Paula Leite Barros, que após o casamento adotou o sobrenome Barros Camargo. Como eles não podiam ter filhos, direcionaram parte dos bens para ações e obras beneficentes, sendo a construção de um hospital em Indaiatuba nos anos 1930 um ato vanguardista e uma iniciativa por zelar pela saúde da população da Indaiatuba. Já naquela época foi idealizada a Fundação Leonor de Barros Camargo, mantenedora do HAOC, que conta em seu conselho com descendentes das famílias de Augusto e Leonor, permitindo a continuidade do projeto do hospital filantrópico.  
Novidades de expansão do hospital   
Durante muitos anos a estrutura física do HAOC permaneceu a mesma de quando foi inaugurado. Porém, com o crescimento da cidade e a necessidade de oferecer um melhor atendimento à população, diversas obras de expansão começaram a ser executadas a partir de 1998: um Pronto Socorro; a construção dos Postos 1 e 2 (apartamentos); remanejamento do Pronto Socorro, que posteriormente foi transferido para um novo prédio, voltado para a avenida 9 de Dezembro; o prédio do Centro de Diagnósticos; a reforma de onde hoje funciona o Pronto Atendimento; o novo refeitório; a atual ampliação do Centro Cirúrgico e a já operante Hemodinâmica e em breve o novo Centro Obstétrico.
Recentemente foi anunciada a construção de um prédio de cinco pavimentos. O projeto consiste na ampliação do espaço físico e infra-estrutura. O prédio de 7.500 metros quadrados será construído ao lado do Pronto Socorro. O pavimento térreo será dedicado ao Pronto Atendimento de pacientes com consultórios médicos e contará com uma ampla recepção. O primeiro andar será dedicado à internação de usuários de plano de saúde e particulares. São 30 quartos e 58 novos leitos. Já o segundo andar terá internação de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), e assim como no primeiro andar, vai ter 30 quartos e 58 leitos. No terceiro andar funcionará uma nova UTI adulto com 28 novos leitos. E o quarto andar contará com uma nova maternidade, contemplada por 30 leitos distribuídos em 16 quartos.



Pós-escrito para registro futuro (publicado em 25/08/2015)

FUNDAÇÃO LEONOR DE BARROS CAMARGO LANÇA PEDRA FUNDAMENTAL DO NOVO PRÉDIO DO HAOC
Sirlene Virgílio Bueno
25/08/2015

Novos quartos serão construídos ao lado do Pronto Socorro

A Fundação Leonor de Barros Camargo, com o apoio da Prefeitura de Indaiatuba, promove na sexta-feira (28) o lançamento da pedra fundamental do novo prédio do Hospital Augusto de Oliveira Camargo. A cerimônia terá início às 10h, no terreno onde será construído o anexo, na avenida Nove de Dezembro, ao lado do Pronto Socorro.

A preparação da área foi iniciada em abril e a previsão é de que o anexo esteja concluído no final de 2016. 

O custo total da expansão, incluindo equipamentos, será de aproximadamente R$ 20 milhões. O prefeito Reinaldo Nogueira (PMDB) tem buscado o apoio financeiro de empresários da cidade para a construção dos novos leitos.

Conforme projeto apresentado pela direção do HAOC, o novo prédio terá 7.500 m² de área total, divididos em cinco pavimentos de 1.500m² cada. 

No térreo funcionarão a recepção e salas de pronto atendimento; o primeiro andar terá 30 quartos com 58 leitos de convênio; no segundo andar ficarão outros 30 quartos com 58 leitos de SUS (Sistema Único de Saúde); no terceiro, ficarão 28 leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e, no quarto andar, 16 quartos com 30 leitos de maternidade.



Crédito da Imagem: Eliandro Figueira  SCS/PMI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS - Última semana

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

.

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação
Ave silvestre foi domesticada e atualmente voa livremente pela cidade, pousando em logradouros públicos, tornando-se conhecida e querida pelos indaiatubanos. Ajude a preservar!

SEGUIDORES