BEM-VINDO AO BLOG DE ELIANA BELO
Arquivo virtual de História, Memória e Patrimônio de Indaiatuba (SP) e região.*

Este blog só é viável com o auxílio de vários colaboradores; seja um também, divulgando seu (s) texto (s) ou imagem (ns).

CITE A FONTE ao fazer uso de textos ou imagens publicados neste blog; grande parte do material foi cedido generosamente por colaboradores.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Lagos de Shanadu encanta pela bela paisagem

Texto originalmente publicado na REVISTA EXEMPLO IMÓVEIS 
Agradecimentos: Sr. Aluísio Williampresidente do Grupo AWR


Texto original de Antéia Orteiro

Entre belos lagos e uma flora vasta, o Condomínio Lagos de Shanadu é hoje um dos loteamentos mais valorizados de Indaiatuba. Mesmo com a urbanização, a região não perdeu os traços de natureza e os poucos lotes que restam significam uma regalia para poucos.

Originado em uma fazenda de 80 alqueires, onde havia plantio de café, à princípio a região visava aspectos familiares. Antônio Carlos Maschietto foi o terceiro morador do condomínio, fundado por seu tio falecido, Antônio Maschietto. O irmão do meu pai resolveu fazer um loteamento no final da década de 70, e foi um dos primeiros loteamentos de chácaras da cidade, lembra.

  

Ele observa que possivelmente a intenção de seu tio era reunir o maior número de amigos e familiares, que a família Maschietto sempre foi muito grande e tradicional na cidade. Ele era um apaixonado por Indaiatuba e sempre foi muito ligado à família. Não posso afirmar com certeza que esse tenha sido o motivo, mas é provável, que era a grande paixão da vida dele, conta.



Naquela época, o único acesso para o condomínio era através da Estrada do Buru, e a situação do loteamento era bem diferente do cenário atual. 

O acesso era complicado, tinha muito barro. A energia elétrica era precária, distribuída a partir da sede da fazenda. A água também era escassa, que tínhamos um pequeno poço para abastecer as casas, lembra Maschietto.

As linhas telefônicas também eram artigo de luxo para os moradores. A primeira linha telefônica foi a minha. Nós precisamos nos reunir em cerca de dez proprietários, compramos o posteamento e dez troncos para levar os cabos, revela. 

Em compensação, todo cenário composto pela rica natureza nativa e a tranquilidade da região atraíram moradores. Por esse motivo a gente se instalou, comenta.





Mudanças

Entre as décadas de 1980 e 1990 o condomínio apresentou um crescimento lento.

Entretanto, a partir de 1991, o Shanadu começou a ter um impulso de moradias e, por volta do ano 2000 o loteamento 'explodiu' em termos de moradias.A industrialização da cidade provavelmente contribuiu muito para isso, que muitos moradores têm alguma ligação com as fábricas, comenta Carlos.




Atualmente, os terrenos disponíveis no Shanadu estão escassos. Apesar da população fixa do Shanadu ter aumentado, algumas residências ainda são casas de veraneios de moradores da capital. Hoje, cerca de 30% dos moradores trabalham em São Paulo e viajam semanalmente, que melhorou muito a facilidade de acesso, conta Maschietto.



Com o aumento de moradores, a 'modernidade' se fez necessária. Atualmente, todo o condomínio é pavimentado e a rede elétrica é interligada com a cidade. A área possui coleta de lixo interna e segurança própria. O loteamento ainda é abastecido com postos artesianos, mas o aumento de moradias torna a medida quase ineficaz. O SAAE já recebeu uma solicitação do condomínio para realizar um estudo para a implantação da rede de água encanada. Ele está sendo realizado mas ainda não possui prazo para conclusão.



Alto Padrão

O Lagos de Shanadu é, atualmente, um dos mais bem situados da cidade, por estar próximo a um dos polos comerciais da Indaiatuba [S. Segundo Antonio Carlos, além da ótima localização, o condomínio também possui uma das melhores geografias da região.

De qualquer lado você consegue ver os lagos. Existe uma topografia maravilhosa, ressalta.Hoje em dia, considero o Shanadu como um condomínio de alto padrão, pois temos casas de 1 mil ou de 800 metros quadrados. Os terrenos todos são de 5 mil m2; pequenas chácaras, explica.

Embora o cenário geral tenha mudado muito nos últimos anos, o Shanadu não perdeu a característica natural. Eu, por exemplo, tenho árvores nativas no meu quintal. Isso é muito comum, revela Maschietto.Existe, também, um projeto para os próximos dois anos de replantar 17 mil mudas de arvores nativas no condomínio, afirma.

No início do desenvolvimento do bairro Jardim Morada do Sol, na década de 1980, a região representou uma mudança drástica no cenário do entorno do Shanadu, o que veio a incomodar alguns moradores. Atualmente, o cenário é outro.

Para Antonio, a região toda apresentou um crescimento positivo. No início, o Morada do Sol foi um problema muito comentado porque tinha um padrão muito baixo. Mas de 1995 em diante o bairro se transformou. Hoje, a Ário Barnabé possui quatro supermercados, farmácia e disk pizza. Se tornou quase uma cidade, declara.

O corretor de imóveis explica que o bairro não prejudica a valorização do condomínio, mas interfere no momento de compra. Para quem não gosta de ter que passar no meio de um bairro de classe mais baixa, isso interfere no momento da decisão de compra, afirma.

Um novo loteamento está sendo aberto atrás do condomínio, deixando-o cercado por residencias. Mas isso também não intimida os moradores do Shanadu. Estamos dentro da cidade já. Isso é um processo cíclico, analisa Maschietto. Hoje, com as exigências da Prefeitura frente aos loteamentos, não existe mais o que chamamos de 'favela'. As casas possuem um padrão melhor. Graças a isso a situação não está se complicando, opina.

O corretor da AVP explica sobre essa região.Esse foi o último loteamento de meio lote que a Prefeitura aprovou. Serão casas de 150m2. A partir deste apenas casas com 200m2 serão permitidas, aponta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS - Última semana

Entre em contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

.

VISITANTES NO ÚLTIMO ANO

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação

Indaiatuba - A cidade que tinha um urubu de estimação
Ave silvestre foi domesticada e atualmente voa livremente pela cidade, pousando em logradouros públicos, tornando-se conhecida e querida pelos indaiatubanos. Ajude a preservar!

SEGUIDORES